Glauco, o doce louco

.

Algumas coisitas... ;)

Estou revoltada. O cartoonista Glauco e o seu filho foram assassinados de forma brutal -sexta de madrugada- na sua casa em São Paulo. Ao que parece, por um jovem perturbado que o conhecia -e se achava Jesus. Glauco foi alvejado com 4 tiros ao tentar apaziguá-lo.

Tive o privilégio de conhecer o Glauco num workshop que fiz sobre Banda Desenhada (também com o cartoonista Angeli).

Doy, Glaucão, Neuras...

As personagens doGlauco eram tão loucas como adoráveis: o adolescente tarado e edipiano Geraldão, a desesperada e oferecida Dona Marta, o apaixonado mas conflituoso Casal Neuras… rs

Também era autor, com Angeli e Laerte, da banda desenhada “Los 3 Amigos”.

O Glauco era amável, meigo, doce, tímido. A minha homenagem.

Anúncios

~ por BrancaINPura em 12/03/2010.

6 Respostas to “Glauco, o doce louco”

  1. È isso, Branca, amando-o, ele continuará vivo.

    Bj

    • Ele era irresistível de tão meigo, Thadeu.
      O céu vai apaixonar-se por ele… :)

      Beijo grande, a tua homenagem é a mais linda que vi até agora.

      • E depois de conhecer as circunstâncias em que a morte ocorreu, nessa Mandala de Areia, penso:

        É isso tudo e é disso tudo que é feita a vida.
        Não das seguranças e certezas com que tentamos formatá-la.
        Não dos bons e dos maus, cada um do seu lado da barricada.
        Não do que merecemos pelo que somos ou do que desprezamos porque não pensamos sê-lo…
        Lembra-me Jonh Lennon, o encontro entre um herói e um louco -que não suporta o facto de não conseguir ser parte desse heroísmo.
        Cria-se o Deus e depois há que se matar o Deus que se criou, porque não se suporta a impotência da sua presumível omnipotência.
        E talvez, neste caso, quem criou esse Deus Glauco e se acha Jesus…não suportou a ideia de não ser reconhecido como tal.
        Glauco era apenas humano. E o seu assassino também…

  2. I’m feeling Billie…

  3. Ai, Branca, ainda não me refiz da paulada. Trabalhei com ele na Folha. Era uma pessoa gentil e doce. Seu traço quase infantil (como disse Picasso: levei alguns anos para pintar como acadêmico, mas como levei quase toda a minha vida)é genial e ácido em crítica. O Céu agora esta bem mais colorido e angelical.

    Jocas

    • Também o conheceste, Zém ? E ele era mesmo assim, não era ?
      Estas circunstâncias em que foi morto, esses malucos que não prestam para nada e com uma arma na mão acham que podem tudo… isso mexe comigo.
      Os meus personagens favoritos do Glauco eram o Casal Neuras. A tentativa de serem modernos versus o condicionamento careta das relações, delicioso. Dá mais corda ! rs
      Acho que “Os Normais” foram inspirados neles, assumidamente ou não.
      Bem, pelo menos acho que o Glauco estava mais perto do céu que a maioria de nós… jinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: